Querido Universo

Essa semana, eu me aprofundei mais em uma pagina chamada Siga os balões, que são imagens com mensagens positivas, que nos instigam a pensar no que fazemos, e que nos leva a acreditar mais no que queremos para nós, e algumas delas me fizeram lembrar uma história que minha mãe me contou uma vez sobre um homem. A história era a seguinte:

Um homem havia sofrido um acidente muito sério, perdido os movimentos do corpo e estava respirando com ajudas de aparelhos por ter ferido gravemente um órgão. E mesmo sem esperanças, ele disse ao médico que sairia do hospital andando, o médico não acreditou e respondeu que não havia possibilidade daquilo acontecer. Com o passar do tempo o homem começou a tentar se lembrar de como se respirava, e repetir os movimentos, começou a tentar mover partes mínimas do corpo e depois de muito tempo, para a surpresa dos médicos, ele teve resultados. Quando já estava melhor e se recuperando, ele recebeu alta, mas antes de ir para casa, foi, de cadeira de rodas, até a sala do médico, e lembrou-o de suas palavras, então com muito esforço o homem foi se levantando da cadeira, deixando o médico sem reação, e completamente sem palavras. A moral da história é que, se você quer algo, se acredita em algo, você tem que pedir e lutar por, com todas as suas forças. Se você acreditar nas coisas, com a mesma intensidade que sonha com elas, você será capaz de ter o mundo.

Eu sempre acreditei que as coisas estão predestinadas a acontecer, que não é preciso lutar por, ou ir atrás porque o que está guardado pra mim, aconteceria. É como minha mãe diz, tudo tem seu tempo. Mas conforme eu cresço, enxergo as coisas em outros pontos de vista. E hoje, depois de pensar bastante sobre isso, eu percebi que, mesmo que as coisas estejam predestinas, eu posso sim lutar pelo que eu quero, pregar o que eu acredito e me dar o prazer de sentir a felicidade ao alcançar meus objetivos, ao invés de apenas esperar elas acontecerem. Eu posso escolher meu destino. Eu posso fazer a diferença. Porque eu acredito em mim.

Nunca fui muito de acompanhar novelas, prefiro filmes e séries. Mas em uma das poucas vezes em que me juntei a minha vó pra assistir Caminho das Índias, novela da Globo que está sendo reprisada, me peguei presa a uma cena que eu não esqueci mais. Um dos personagens estava passando por um conflito interno e foi pedir ajuda a seu pai, que o levou para o Ganges – rio considerado sagrado na Índia – quando o filho pergunta ao pai como ele saberia a diferença entre um desejo inteiro e um desejo pela metade, o pai mergulha a cabeça do filho na água e o deixa lá tempo o suficiente para o mesmo começar a se debater pedindo por ar, quando o rapaz submerge, o pai abraça-o e diz “Entendeu o que é o desejo inteiro? Tudo o que você desejar com a mesma força com que estava desejando o ar para respirar, você vai conseguir ter!”.  Isso me fez pensar nas vezes em que ouvi “Quando você pede com vontade e acredita, o Universo te traz” e pela primeira vez, me vi realmente curiosa em relação ao que me espera, ao que ainda vou conquistar, porque mesmo que não possamos controlar a ordem com que as coisas acontecem em nossas vidas, podemos aprender com elas.

Com amor,

Eduarda

 

Anúncios

Um comentário em “Querido Universo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s